XIX ENCONTRO NACIONAL
DE EDUCAÇÃO INFANTIL

I ENCONTRO NACIONAL DOS ANOS
INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Apresentação

“[...] Não entendo a existência humana e a necessária luta para fazê-la melhor, sem esperança e sem sonho. [...] Enquanto necessidade ontológica a esperança precisa da prática para tornar-se concretude histórica. É por isso que não há esperança na pura espera, nem tampouco se alcança o que se espera [...] na espera vã. Daí a precisão de uma certa educação da esperança.". Paulo Freire, Pedagogia da Esperança, 1992.

É preciso ter esperança! É com esse imperativo que lançamos o XIX Encontro Nacional de Educação Infantil e o I Encontro Nacional dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Em sua 19ª edição, o nosso fórum de trocas e de discussões sobre a educação das infâncias assinala justamente a necessidade de cultivarmos o otimismo e a união, dadas as necessidades e possibilidades criadas pelo cenário pandêmico que enfrentamos atualmente. Com esse sentimento, pretendemos realizar um evento de natureza científica, pedagógica e cultural, provocando reflexões acerca do fazer docente na Educação Infantil e nos anos iniciais do Ensino Fundamental.

Assim, por meio do tema Educação das infâncias em tempos de esperança: entre telas, desafios e invencionices apresentamos como proposição o convite para juntos, esperançarmos, num tempo em que se faz urgente o resgate dos princípios que motivam a docência e que levam o professor a professar a sua fé, no sentido genuíno de sua função e com a clareza de sua importância mediadora. Assumimos, com esse chamado, que é o momento de reinventarmos caminhos que promovam o acolhimento aos aprendizes, o acesso ao ensino inovador e de qualidade, o diálogo crítico e criativo com as tecnologias e, com isso, mobilizarmos o interesse da comunidade científica em torno de possibilidades que sirvam de referências para as diversas realidades educativas.

Abriremos, assim, espaço à Pedagogia da Esperança, aquela que pulsa no coração do professor persistente, cujo compromisso político e social com o seu fazer o conduz para uma única alternativa: continuar a luta! Equilibrar-se nos fios que convocam as mudanças; romper o espelho; experimentar-se na tela; abrir caminhos; questionar os ventos e prosseguir. Tornar-se um pesquisador da educação a distância e um inovador por excelência, sem perder de vista o contexto sociocultural das crianças, as necessidades e os direitos de aprendizagem, os sentimentos, as emoções e as sensações de todas as pessoas. Conectar-se com seus alunos e com suas famílias, no sentido profundo da palavra! Continuar sendo um aprendiz e aproveitar ao máximo os ensinamentos que provém das experiências e de seus pequenos, porém revolucionários, atos de coragem. Relacionar-se com os teóricos e com os poetas para propor invencionices, aquelas que emergem no chão da sala de aula, na janela de uma sala virtual, no rascunho de um professor e no desejo de incluir a todos em um projeto de educação de qualidade, que respira as mudanças desse tempo. Manoel de Barros, ao dizer "Tudo que não invento é falso!" (BARROS, Manoel. Livro sobre nada. Companhia das Letras: Rio de Janeiro, 1996) sabia que um caderno de um professor carrega invencionices que podem mudar o rumo de uma pandemia, salvar o mundo e trazer alento às crianças.

É nessa tônica que apostamos nas temáticas latentes, emergentes e necessárias ao cenário político, social e histórico desse tempo que chamamos hoje! Buscamos, em meio ao distanciamento social, aproximar as crianças, as famílias, os professores e os outros sujeitos em torno dos objetos que trazem esperança, que enriquecem a escola e que inspiram nossas invencionices.

Este evento científico é uma realização do Núcleo de Educação da Infância e do Programa de Pós-graduação em Educação, ambos vinculados ao Centro de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. É planejado, organizado e executado por uma equipe de professores, gestores e de servidores técnicos, cujas atividades e reflexões estão sempre voltadas para a construção colaborativa e consciente de uma educação inovadora de qualidade. Assim sendo, tem se consolidado, bianualmente, como um ponto de encontro para o debate fecundo sobre as questões que circundam a educação das infâncias, contribuindo para os mais variados campos do saber que convergem para as práticas pedagógicas realizadas com crianças.

Em suas edições anteriores, cumpriu com êxito o papel de partilhar conhecimentos e de possibilitar trocas com uma expressiva comunidade de educadores das diferentes regiões do Brasil, trazendo para o foco da discussão questões relevantes e necessárias à Educação do país.

Nesta edição remota, gratuita e online, o ENEI convida os participantes a partilharem aquilo que os move, que os ensina e que os entusiasma, em suas práticas educativas e vivências escolares, de maneira que todos possam construir ricos debates e produzir invencionices, frente ao cenário pandêmico que assola as vidas e as realidades educacionais. Nessa perspectiva de alargar horizontes e possibilidades, abrirá espaço para atividades do I Encontro Nacional dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (ENEF), abrangendo interlocutores que se dedicam a pesquisas e a estudos situados na etapa do Ensino Fundamental I, de 1º a 5º ano.

Com o lançamento do ENEF, deseja realizar uma reflexão acerca das práticas pedagógicas plurais e inovadoras que nascem no cotidiano das salas de aula de Ensino Fundamental do Brasil, incluindo os desafios relacionados à educação a distância, ao ensino remoto e híbrido. Nossa convocação valoriza experiências e pesquisas voltadas para um segmento de extrema relevância no contexto educativo, que contempla a infância em uma etapa de riquezas e perspectivas. Aponta, com isso, para uma nova direção e para um novo sentido nos debates sobre a prática pedagógica realizada na Educação Infantil, em suas relações com a cultura, com as artes e com a política.

Em sua nova configuração, o ENEI abre, portanto, espaço para atividades do ENEF e se organiza em Conferências, Mesas virtuais e Diálogos pedagógicos, destinados às temáticas da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, Simpósios e Grupos de trabalho. Dentre as novidades, destacamos os Simpósios, que surgem como um fórum dedicado às pesquisas científicas e como um espaço para uma comunidade de pesquisadores que aprofundam temas específicos referentes à educação de crianças. Desse modo, nossos encontros instituirão momentos de partilha e de reflexão acerca das pesquisas e vivências dos professores, pesquisadores e acadêmicos, favorecendo a socialização de estudos e de práticas pedagógicas que consideram a criança como um sujeito histórico, social, cultural e de direitos, interesses, ideias e capacidade criadora, em seu desenvolvimento global.

A equipe organizadora do ENEI/ENEF se sente honrada em promover um encontro entre pensadores da educação que, com suas vozes, ideias e perspectivas, trarão ventos de otimismo, criatividade, emoções, motivações e competência para o nosso evento, em uma celebração da Pedagogia da Esperança.